04/07/2011

E se me esqueceres [...]


Esquecer. Finalmente consegui conhecer algo que dói mais que 'Lembrar'. Finalmente  fui obrigada a acreditar que mesmo com tantas tentativas não conseguimos fazer o "pra sempre".
Esse "pra sempre" na verdade nunca foi meu objetivo, mas seria um passo a diante para consegui-lo. Pensei em mil coisas, mil beijos e me doeu. Me machucou. Me arranhou por dentro. Mas depois quando disse-me claramente - Não estarei com você hoje. Sai. Fui embora. Me esqueça! - tudo se tornou ainda pior. A última frase - Será melhor pra nós dois - não conseguiu me distrair das demais. Na verdade nem teve ênfase. Teve um pequeno papel sem falas que qualquer coadjuvante resolveria sem problemas.


Esquecer do teu abraço, do teu beijo, das nossas conversas. Me esquecer de você por completo. Esse será meu próximo objetivo, mas o problema não é ESQUECER em si. O problema é que, na minha lista, antes de "esquecer" vem "você, e nada mais".
Então esqueça-me sozinho, mas se me esqueceres, esqueça-me bem devagarinho, como diria M.Q.

4 comentários:

JhonSiller disse...

Esquecer devagarinho dói mais ainda. Mas nada é pior do que lembrar.

Pamela Dal'Alva. disse...

é verdade concordo com o de cima..
esquecer alguem q nos marcou é dificl.

Jaynne Santos disse...

"Mas se me esqueceres, esqueça-me bem devagarinho..."
Processo doloroso esse do esquecimento e quando ele acontece é quando menos percebemos...
lembrar que tem que se esquecer, é só se esquecer de não lembrar...

Beijos.

Jorge Lima disse...

Ah! Sei como é querer esquecer os momentos vividos com uma pessoa. Você coloca toda sua esperança, e acho que aí está o defeito, esquecemos que o outro é humano e vai errar em algo.

Postar um comentário

Comentários